Festa de Natal do CAPS II Ponta do Coral

Mais um ano se encerra e com ele a certeza do melhor de nós em cada atitude, cada gesto, mas também com a certeza de que a luta é dura e o caminho é longo.

Equipe, Estagiários e Usuários do CAPS

Equipe, Estagiários e Usuários do CAPS

Lutaremos sempre para que a vida desses cidadãos/sujeitos seja cada vez mais cheia de conquistas e realizações e que acima de tudo sejam tratados com respeito.

15420965_1251593304919531_7744202208752338470_n

Equipe CAPS II Ponta do Coral

Obrigado a toda a equipe/família CAPS II Ponta do Coral e aos estagiários que passaram ao longo deste ano de 2016 e que nos ajudaram nesta “missão” diária. E obrigado a todos os usuários do CAPS pela confiança e aprendizado.

9e0eb3fe-3917-456e-b59e-cfc18b3e1b8b 99e6703c-974a-4185-a73e-07ca29af5df0

E que venha 2017!!

Equipe CAPS II Ponta do Coral

Saúde Mental em risco

Imagem inline 1

Caríssimos,

Neste apagar das luzes de 2015, recebemos com temor mais uma notícia sobre a ameaça às políticas de saúde mental e atenção psicossocial: a nomeação do novo Coordenador da área técnica de Saúde Mental do Ministério da Saúde, um profissional que historicamente defendeu o asilamento em massa e a violação de Direitos Humanos e que já se manifestou contrariamente à Reforma Psiquiátrica Brasileira. Diversas instituições, profissionais e sobretudo usuários, no país inteiro, têm se mobilizado para reverter esta nomeação. Em Florianópolis não será diferente!

Abaixo, alguns textos retirados da internet para embasar a discussão e propagar a indignação, tão necessárias em tempos sombrios. Clique para ler:

Nota Pública contra a nomeação de Valencius Wurch Duarte Filho para a CGMAD/MS – ABRASCO, ABRASME, CFP e outras instituições

Nota de Repúdio do Conselho Federal de Psicologia

Nomeação de novo coordenador de saúde mental ameaça a Reforma Psiquiátrica no Brasil – texto do Portal Vozes da Voz

Um CAPS no Dia da Saúde Mental

É sempre importante reafirmar o direito e a possibilidade de que as pessoas estejam em liberdade. Para isso, a sociedade deve poder reconhecer a necessidade de superar a lógica manicomial, representada especialmente, mas não apenas, pelos hospitais psiquiátricos. É preciso acolher (mais do que tolerar) as diferenças e abrir mão das expectativas de controle dos comportamentos e de medicalização da vida.

Ainda temos muito o que aprender!

A equipe do CAPS Ponta do Coral tenta, a todo momento, refletir sobre seu papel na consolidação da Reforma Psiquiátrica através da qualidade do atendimento oferecido à população de Florianópolis. Mesmo em condições difíceis, sabemos que Saúde Mental é luta. Mas também sabemos o quanto nosso trabalho mostra resultados concretos na vida daqueles que acompanhamos.

Mas temos muito o que aprender!

Para unir esforços, compartilhamos um pequeno vídeo que ilustra nossas perspectivas:

E como chegou, neste ano de 2015, o assim chamado Dia da Saúde Mental, ficamos com o desejo de que nosso trabalho esteja sempre prenhe de poesia. Abaixo, alguns versos do Poema do Andarilho, do catarinense Lindolf Bell:

Menor que meu sonho
não posso ser

Mil identidades secretas.
Mil sobras, sombras, mil dias.
Todas palavras e tudo.
Barco de ambigüidade,
sôfregas palavras.
De todas contradições, desencontros,
dos contrários de mim,
andarilho da flecha de várias pontas, direções.
Dos outros seres
que também andarilham.

Pois menor que meu sonho
não posso ser

[…]
Andarilho
de santos falidos, feridos
de vaidade.
Dos frutos da segurança vã,
vã beleza de repente solidão.

Feitiços, laços, encantamentos.
Prodígios, Tordesilhas, ressentimentos.
Andarilho de perder pele, asa e uso,
mariposa da lua difusa do amanhecer.
Andarilho
de paisagens precárias do sentimento
guardado a sete chaves,
não fotografável,
nem desvendável em câmaras escuras, secretas torturas,
ou à luz de teus olhos surpresos, presos
nos meus olhos, ilhas.
Pois menor que meu sonho
não posso ser

Psic. Diogo Boccardi

Coordenador do CAPS Ponta do Coral